• Fernando G. Maurício

Finanças para médicos, clínicas e consultórios

Eu costumo usar o paralelo de que administrar um negócio sem gestão financeira, é como um piloto de avião decolar com o painel apagado. Você tem um certo contato visual, mas não tem a menor ideia da altura em que o avião está, se está na rota certa, temperatura externa, e uma série de informações vitais para percorrer o trajeto desejado de forma assertiva.

Quando falamos de gestão financeira, com certeza todos já ouviram falar da importância de separar sua vida financeira pessoal, da profissional. Afinal, porque isso é tão importante?





Se não há separação, como saber se a clínica é rentável? Como saber qual serviço gera mais lucro?

A Maioria dos médicos não tem definido um pró-labore, uma retirada mensal de sua clínica/consultório e acaba misturando com outras receitas como o salário do hospital por exemplo.

Há vários casos de médicos estarem cobrindo um possível déficit de sua clínica com os seus rendimentos salariais provenientes de atendimentos em hospitais por exemplo.

Muitas vezes nós achamos que organizar nossa vida financeira é uma coisa muito complicada. Na verdade é muito mais simples do que parece. Só precisamos de um pouco de regras, métodos e rotinas.

Os médicos sabem mais do que ninguém que para fazer um diagnóstico e tomar decisões nós precisamos de informação.

É trabalhoso, é chato. Porém hoje em dia nós temos diversas ferramentas e serviços que permitem obter todas essas informações de forma simples e segura.

Com informações conseguimos identificar rapidamente o que está errado e o que está dando certo. E tomar as medidas na direção correta


Você é o ativo mais importante do negócio. E se algo acontecer com você? Quem vai te substituir, quem vai cuidar do seu negócio? Como você vai pagar as suas contas?

Precisamos cuidar da nossa segurança patrimonial, da nossa segurança financeira.

Somente os dados e as informações financeiras vão permitir fazermos isso da maneira correta.

Hoje a carreia médica não está mais como décadas atrás em que o médico se formava, abria o seu consultório e rapidamente surgiam pacientes. Não precisava de marketing, etc. Hoje se você não está na internet é como se você não existisse. E não basta estar de qualquer jeito. Você tem que estar BEM POSICIONADO. O número de faculdades vem aumentando, novas vagas e nem todos os médicos se preparam ou acompanharam as mudanças que o mercado vem sofrendo. Fazer a gestão da carreira e se preparar também não somente em sua área técnica. Mas encarar sua clínica/consultório como um negócio, como um business.


Por que eu preciso de um planejamento financeiro pessoal, para o meu negócio ser bem-sucedido?

Porque se sua vida pessoal não estiver adequada ela suga o seu negócio. A vida financeira pessoal tem que estar adaptada à Empresa e não o contrário. Ou com certeza você colocará a saúde financeira da operação em risco.

Como business, realmente cresce e se destaca quem aprende a captar clientes e faz uma boa gestão do dinheiro.


Vence quem domina essas duas ferramentas e não fica focado somente nas questões técnicas que obviamente são importantes, mas não fazem por si só uma clínica decolar. Ou no mínimo o caminho será muito mais longo. O que fazer, não é o mais complicado. O difícil é por em prática e ter disciplina para manter.


- Faça uma faxina financeira. Elimine taxas de cartão, banco, mensalidades de que você não utiliza. Esses valore podem não aparecer muito mês a mês. Mas quando consideramos os valores anuais e somados podem significar uma grande soma. E o mais importante é uma mudança de mentalidade e comportamento que vai se refletir em outros gastos.

Pequenos gastos do dia-dia que tem o mesmo princípio. Valores pequenos que quando somados causam impacto. Não precisa abrir mão de lazer para economizar e sim gastar de forma Inteligente. Acumular pontos em cartões. (Exemplo da viagem de avião em que você está indo pro mesmo lugar de quem está no acento ao lado mas você comprou com milhas e ele comprou caro de última hora) Planejamento.


2º - Se tem dívida, troque a dívida cara por uma mais barata. Hoje em dias temos várias opções de fintechs que disponibilizam créditos mais acessíveis. Médicos geralmente não se preocupam com pequenos gastos por terem receitas altas. Mas acabam ficando com despesas altas que muitas vezes se descontrolam e perdem dinheiro pagando juros, etc e estão sempre correndo atrás para cobrir um buraco financeiro.


3º - Viva sempre um degrau abaixo da sua renda. Tente viver com 70% do que você ganha e invista os outros 30%. Tenha uma reserva de emergência com liquidez, faça um bom seguro acidente (ver qual é a modalidade ideal para médicos). Faça uma boa previdência privada. Mais uma vez é uma mudança de mentalidade. A maioria das pessoas que vivem no limite acham que quando ganharem mais vão conseguir poupar. Mas o que na verdade acontece que é o gastos acabam acompanhando. A dica é já criar uma conta pagamento em que você automaticamente já cria um destino para esse valor. Não espere chegar no final do mês e investir o que sobrou. A chance disso acontecer é mínima. É muito mais difícil criar o hábito dessa forma.


4º - Estude minimamente sobre o tema. Sobre finanças, sobre investimentos, empreendedorismo, auto conhecimento. etc. Tenha claro um objetivo, uma meta. Só assim ficará mais claro e fácil criar o hábito de investir. O ideal é que você tenha uma pessoa especializada para te auxiliar. Mas mesmo assim pra conversar com essa pessoa e entender melhor as suas sugestões, o ideal é que você tenha pelo menos uma noção à respeito. E pra te ajudar ele precisará saber aonde você pretende chegar.


5º - Não faça promessas, crie metas! Coloque no papel e tenha um planejamento de um passo de cada vez. O primeiro passo é sempre o mais difícil.

1 visualização0 comentário

© 2019 por CREIS Consultoria - Google ADS expert  CREIS

Creis Consultoria | Av Luis Vicencio, 102 - Paulínia - São Paulo - Brasil | CNPJ 37.359.012/0001-17 | Nossos produtos são de entrega virtual e imediata. Somos prestadores de serviço na área de confecção de sites e gestão de campanhas no google e redes sociais.